Mineradora Espacial

Mineradora Espacial
Avalie este post

Desde 2010, uma equipe de primeiro mundo vem trabalhando silenciosamente para expandir a base de recursos da humanidade.
O caminho à frente dela é minerar asteroides que têm grandes concentrações de água e metais preciosos.
Um asteroide pode conter mais platina do que toda a platina minerada em toda a história.
A Planetary Resources vai ajudar a assegurar a prosperidade da humanidade ao ter acesso aos vastos recursos do espaço.

Mais uma vez a realidade se compara à ficção científica. Foi divulgado no dia 24 de abril o projeto da empresa Planetary Resources Inc. de buscar água e metais preciosos fora da Terra, afinal, os recursos que utilizamos em nosso planeta estão disponíveis em larga escala no espaço.
A ideia é extrair recursos dos asteroides próximos à Terra. Próximos não significa que apresentam risco de colisão, mas que podem ser alcançados em um tempo razoável. Dos 9.000 asteroides próximos, 1.500 deles podem ser alcançados com uma quantidade de energia semelhante à utilizada para chegar à Lua.
O desafio que a Planetary Resources tem pela frente é enviar telescópios ao espaço para identificar os asteroides mais valiosos. Depois, serão enviadas outras naves para detalhar a estrutura dos asteroides  e em seguida utilizados robôs para extrair minério, possivelmente refiná-lo no espaço e em seguida trazê-lo para a Terra. No caso de o asteroide ser rico em água, esta poderá ser aproveitada em missões espaciais como bebida para os astronautas ou ser decomposta em hidrogênio para servir como combustível e oxigênio para a respiração.
Vale lembrar que esse processo levará alguns anos, já que parte da tecnologia necessária ainda não está desenvolvida e por ser um empreendimento nunca antes realizado. Questões legais também podem entrar em jogo. Os asteroides são de quem chegar primeiro?
Em 2029 o asteroide Apophis passará muito perto da Terra, mas não irá se chocar. Dependendo de sua trajetória, pode haver um choque em 2036 [o vídeo abaixo explica a importância de nos importarmos com os asteroides].
É torcer para que a Planetary Resources também utilize todo o seu conhecimento (e dinheiro) para ajudar a nos proteger de ameaças vindas do espaço.

Referências: Wired

 

Engenheiro de Computação e Informação trabalhando com Marketing Digital e editando o Blog da Ciência. Convicto do poder da divulgação científica como ferramenta para compartilhar conhecimento.

Você pode gostar...