Pequenas mudanças, grandes alterações

Capa do post com o título "Pequenas mudanças, grandes alterações", com o pássaro Caboclinho-de-barriga-vermelha ao fundo.

A ave da foto é comumente conhecida como caboclinho, um pássaro bastante presente em áreas abertas da América do Sul.

Onze espécies atendem pelo nome de caboclinho, do gênero Sporophila. Por serem de um mesmo gênero, o DNA de cada uma delas tem muitas semelhanças. Os machos dessas espécies (como na imagem) têm uma coloração única de suas plumagens!

Ou seja, apesar de serem do mesmo gênero e apresentarem DNA parecido, o padrão de cores para cada espécie é desigual.

Mas o que faz com que esses organismos tão aparentados entre si tenham essas diferenças?

A resposta veio do estudo em conjunto de cientistas do Brasil, Argentina e Estados Unidos, que foi publicado na revista Science Advances.

Os padrões de cores dos caboclinhos se devem às pequenas diferenças em seus genes. Essas alterações fazem com que as penas das aves tenham suas cores, auxiliando em seu modo de vida. Uma coloração vistosa pode indicar para as fêmeas que um macho está apto para a reprodução — por esbanjar boa saúde —, por exemplo.

As divergências entre as penas das espécies estão associadas, em grande parte, à produção de melanina, cuja ação gera os padrões de cores . Isso é muito importante e foi fixado pela seleção natural de modo que as fêmeas conseguem identificar quais indivíduos são os machos de sua própria espécie, viabilizando o processo de reprodução e transmissão de genes para as próximas gerações.

No caso dos Sporophila a diferença da coloração é devido às mudanças genômicas entre as espécies,  de proporção entre 0,03% e 0,3%. Essa proporção explica as divergências, contudo, o mesmo gene ou a mesma região gênica podem ser ativadas e desativadas de maneiras diferentes dentre esses organismos.

Uma consequência benéfica do estudo é o aumento do conhecimento sobre mecanismos genéticos de espécies evolutivamente mais relacionadas entre si e do conhecimento sobre os próprios genes que determinam certas características.


Imagem:
Hector Bottai

Referência:
Pequenas variações genéticas alteram cor das penas de aves (Pesquisa FAPESP)

Pequenas mudanças, grandes alterações
5 (100%) 2 votes

Você pode gostar...