Como certas aranhas conseguem voar usando eletricidade?

Imagem de capa com uma aranha ao fundo, em cima de uma folha, e o título "Como certas aranhas conseguem voar usando eletricidade?" à frente.
Como certas aranhas conseguem voar usando eletricidade?
4.5 (90%) 2 votes

Entenda como algumas espécies de aranhas são capazes de levantar voo e qual é o papel da eletricidade nesse comportamento.

Mais de um fator pode chamar nossa atenção no título deste texto — afinal, aranhas voando? E ainda por cima usando eletricidade?

Antes de a nossa imaginação voar e pensarmos em enormes tarântulas, caranguejeiras e armadeiras dotadas de asas, a coisa não é bem por aí.

E um lembrete aos aracnofóbicos (quem tem pavor extremo de aranhas e outros aracnídeos) desavisados: as aranhas das quais falaremos aqui não representam perigo aos humanos.

Aranhas e balonismo

Aranhas são animais e estão dentro do grupo do aracnídeos, que são parentes relativamente próximos dos insetos. São muito comuns em nosso dia a dia e estão em praticamente todos os continentes, com exceção talvez da Antártica.

Apesar de termos familiaridade com esses seres, talvez você não conheça um fenômeno já bem documentado em muitos espécimes de aranhas, chamado de balonismo.

Até então, a explicação mais aceita era de que o balonismo ocorre quando aranhas tecem suas teias para cima, desfiando seus poderosos fios de modo que o vento as desloque a centenas de quilômetros adiante e a alguns quilômetros de altura. Mas parece que não é exatamente assim que funciona.

O funcionamento do balonismo

De acordo com um artigo publicado neste ano na Current Biology, ao que tudo indica, as aranhas praticantes de balonismo nem sequer necessitam do vento para voar, ou seja, elas não precisam esperar por uma boa brisa para decolar.

Mas como isso é possível?

O balonismo se dá devido à diferença de carga elétrica que existe entre o chão e a atmosfera — o chamado gradiente de campo elétrico. As aranhas são sensíveis a esse campo elétrico e quando sentem essa diferença apropriada, por assim dizer, lançam suas teias e a eletricidade estática consegue elevá-las.

Confira neste vídeo alguns registros de aranhas usando a técnica do balonismo:

A conclusão dos cientistas

Em 2016, cientistas encontraram indícios do balonismo eletrostático fazendo um experimento relativamente simples. Eles coletaram alguns indivíduos aracnídeos da espécie Erigone sp., e os colocaram em câmaras sem nenhum tipo de vento, nenhuma interferência externa.

Os investigadores então ligaram um campo elétrico na câmara, alterando o gradiente elétrico do ambiente. Logo, as aranhas Erigone se posicionaram para lançar as suas teias para cima, exatamente como ocorre na natureza. Quando os pesquisadores desligaram o campo elétrico, as aranhas saíram da posição de lançamento de teias para o voo.

O fenômeno da chuva de aranhas

Esses resultados ajudam a elucidar um pouco um problema conhecido desde, no mínimo, o século XVII, em que foi observado o evento de “chuva de aranhas”, que é exatamente o que o nome sugere.

Ele ocorre quando muitas aranhas voam por meio do balonismo ao mesmo tempo, que até então era creditado apenas devido às condições de vento, umidade etc.

Apesar de algumas hipóteses indicarem o gradiente de campo elétrico, nada ainda havia sido confirmado ou experimentado até então. Como vimos, o estudo iniciado em 2016 e publicado em 2018, demonstrou que não é um fluxo de ar que estimula as aranhas a entrar em “modo de voo”.

É incrível pensar que a chuva de aranhas é causada primariamente pela eletricidade, mesmo em dias aparentemente sem vento. Porém, algumas dúvidas ainda restam Por exemplo:

  • A eletricidade é realmente o motor primário que possibilita o voo?
  • As aranhas conciliam a eletricidade com o vento?
  • As aranhas conseguem de algum modo controlar aonde pousarão?

Mas essas são apenas algumas das perguntas que ainda precisamos responder. E você, se aventura a estudar o voo das aranhas? Então não deixe de conferir as referências para saber mais!


Referências:
As Aranhas Voam com a Eletricidade | Spiders Fly Through Electricity (Paulo Murilo, Steemit)
Aranhas podem voar milhares de quilômetros com a energia elétrica (VICE)
Electric Fields Elicit Ballooning in Spiders (Current Biology)
Turns Out, Spiders Use Electricity to Fly (SciShow, YouTube)

Biólogo e professor, faz pós-graduação estudando biologia evolutiva. Escreve textos de divulgação científica para o Blog da Ciência. Acredita que o método mais poderoso para a solução de nossos problemas seja a Educação.

Você pode gostar...