Desvendando o Relógio Astronômico

Relógio Astronômico de Praga marcando quatro horas da tarde.

Em viagem recente a Praga, a capital da República Tcheca, fiquei fascinado pelo Relógio Astronômico, ou Orloj como dizem os tchecos. O fascínio veio não apenas pela idade do instrumento — instalado em 1410 — mas pela variedade de informações que ele é capaz de apontar.

Além das horas, ao consultar o Orloj também podemos obter mais algumas informações interessantes: o momento do amanhecer e do anoitecer; a fase da Lua e em qual posição está o Sol em relação às constelações do zodíaco.

Para a leitura do relógio, é essencial entender quais são suas partes móveis.

O ponteiro dourado

O ponteiro dourado tem uma mão dourada na extremidade e uma haste fixa sobre ele por onde um pequeno sol desliza. O movimento do ponteiro é sempre no sentido horário.

A mão dourada foi idealizada para apontar dois horários: o Germânico e o Boêmio.

O horário Germânico é o mais próximo do qual estamos acostumados. Representa as 24 horas do dia por meio de dois grupos de algarismos romanos de I a XII no mostrador do relógio. A primeira hora do dia fica na parte inferior do relógio.

Atualmente o Orloj está regulado para representar o Horário da Europa Central (em inglês: Central European Time — CET) no mostrador do horário Germânico. O CET só equivale ao horário local de Praga durante o inverno, quando o horário de verão não está em vigor na República Tcheca. Na imagem, podemos ver que a mão dourada está sobre o número IV. São cerca de 4 horas da tarde (16h00).

Lemos o antigo horário Boêmio com os chamados numerais de Schwabacher. São 24 numerais dispostos no anel preto mais externo, que representam quantas horas se passaram após o pôr do Sol. O anel gira com a passagem do ano para se adequar à hora em que o Sol se põe. Quando a mão dourada atinge a número 24, chega a hora do pôr do Sol. Por isso, conforme o verão se aproxima (o anoitecer começa mais tarde no verão, quando os dias são mais longos que as noites), o anel move no sentido horário. Conforme o verão se afasta, o anel move no sentido anti-horário. Na imagem, são aproximadamente 21 horas passadas após o pôr do Sol — ou 3 horas para o fim do dia.

O pequeno sol fornece um terceiro tipo de horário: o horário Babilônico.Ele é medido em 12 “horas” desiguais do dia — apenas entre o nascer e o pôr do Sol — e representado pelos numerais indo-arábicos em preto, de 1 a 12. Cada numeral pertence a uma linha curva. Quando o pequeno sol passa sobre uma dessas linhas curvas, marca aquela “hora”. Na imagem, o Sol nasceu há cerca de 10 “horas”. O pequeno sol desliza sobre o ponteiro para acompanhar a variação da duração de tempo entre o nascer e o pôr do Sol. Assim, temos “horas” curtas no inverno e “horas” longas no verão.

O ponteiro da Lua

O ponteiro da Lua possui uma esfera que gira conforme o ponteiro anda. Ela é metade preta e metade prateada, simbolizando a fase em que a Lua está no céu. A pequena lua também desliza em uma haste, fixa sobre este ponteiro.

O anel zodiacal

O anel zodiacal indica o movimento do Sol e da Lua na eclíptica, região definida pelo aparente movimento do Sol no céu durante o ano.

Se observarmos o céu antes do nascer do Sol, enquanto olhamos para o Leste, podemos estimar qual constelação estará atrás do astro durante o dia. Ao repetirmos esse procedimento periodicamente, notaremos que a posição do Sol em relação às constelações varia, percorrendo as 12 constelações do zodíaco durante o ano.

No anel zodiacal, os 12 símbolos representam as casas do zodíaco e podemos ver sobre eles quais as posições da Lua e do Sol. Repare que o pequeno sol e a pequena lua estão conectados ao centro geométrico do anel zodiacal por barras, que os mantêm na borda do anel (no caminho da eclíptica) no decorrer do ano. O pequeno sol fica sobre determinada casa do zodíaco de acordo com o calendário dos signos.

♈️ Áries (21/03 — 20/04)
♉️ Touro (21/04 — 20/05)
♊️ Gêmeos (21/05 — 20/06)
♋️ Câncer (21/06 — 22/07)
♌️ Leão (23/07 — 23/08)
♍️ Virgem (24/08 — 23/09)
♎️ Libra (24/09 — 23/10)
♏️ Escorpião (24/10 — 22/11)
♐️ Sagitário (23/11 — 21/12)
♑️ Capricórnio (22/12 — 20/01)
♒️ Aquário (21/01 — 19/02)
♓️ Peixes (20/02 — 20/03)

Este anel completa uma volta em torno do centro do relógio em um dia sideral. O dia sideral é baseado no aparente movimento das estrelas causado pela rotação da Terra. Sua duração é cerca de 4 minutos menor que o dia comum (dia solar). Por isso, o anel zodiacal anda ligeiramente mais rápido que o ponteiro com o pequeno sol.

O ponteiro menor com uma estrela na ponta conta o tempo sideral. Ele está fixo no anel zodiacal e foi posicionado entre os signos de Peixes e Áries para simbolizar o ponto vernal. A leitura das horas siderais é feita no mostrador com algarismos romanos. Na imagem, o relógio marca por volta de 2h30 no tempo sideral.

O ponto vernal é determinado pela posição do Sol durante seu movimento aparente na eclíptica, quando encontra o equador celeste (plano imaginário definido pelo equador da Terra). Nesse momento ocorre o equinócio de primavera no hemisfério norte — quando o dia tem a mesma duração que a noite (ver imagem abaixo).

Solstícios e Equinócios para o Hemisfério Norte, de acordo com o movimento aparente do Sol na eclíptica.

Agora que sabemos quais são as partes móveis, vamos entender a parte fixa do Orloj.

A placa fixa

Já sabemos a utilidade dos numerais da placa fixa, mas resta saber o significado de suas cores e das quatro palavras nela escritas.

Quando o pequeno sol está sobre o segmento azul, significa que é dia. Quando está sobre o segmento laranja, é hora do amanhecer (AVRORA — aurora) no horizonte leste (ORTVS) ou do anoitecer (CREPVSCVLVM — crepúsculo) no horizonte oeste (OCCASVS). E quando ele entra no segmento preto, significa que é chegada a noite.

O círculo dourado mais externo, onde estão os algarismos romanos, representa o Trópico de Câncer. O círculo dourado de menor diâmetro, que contém a Terra, representa o Trópico de Capricórnio. O círculo entre esses dois representa o Equador.

Durante o verão, o pequeno sol fica mais próximo do Trópico de Câncer (quando o Sol está mais alto no céu) e durante o inverno ele fica mais próximo do Trópico de Capricórnio (quando o Sol está mais baixo no céu).

E muito mais

Mais que um ponto turístico, o Orloj é um monumento à observação dos céus. É uma máquina do tempo que nos transporta para uma época em que ainda se acreditava que a Terra estava no centro do universo. E acima de tudo, é muito mais que um relógio.

Curiosidades

  • O Orloj foi criado por Mikuláš de Kadaň com base nos cálculos de Jan Šindel;
  • A Torre do Relógio tem outras atrações, como as esculturas que se movem (dentre elas os doze apóstolos) a cada vez que o relógio completa uma hora e um calendário que indica o dia atual;
  • O Orloj não é o único relógio astronômico, mas é o mais antigo em funcionamento;
  • A torre onde está instalado o relógio tem 69,5 metros de altura;
  • O ponto vernal não é mais observado na constelação de Áries, mas sim na constelação de Peixes, devido a um fenômeno chamado precessão dos equinócios;
  • No final da Segunda Guerra Mundial, os nazistas danificaram o Orloj, mas ele foi reparado e voltou a funcionar alguns anos depois;

E você, já tinha ouvido falar do Orloj? Se já foi a Praga, conseguiu desvendá-lo? Deixe o seu comentário abaixo.


Referências:

Imagem 1: Wikipedia
Imagem 2: Adaptada de Wikipedia

PRAŽSKÝ ORLOJ — The astronomical dial
PRAŽSKÝ ORLOJ — Simulator of the astronomical dial of the clock
Prague — five kinds of time on one clock
Prague City Tourism — Astronomical Clock — How to Read Time
Orloj Computer Animation — Prague a la Carte (este link não está mais disponível)
http://www.praguealacarte.com/orloj/orlojLoader.html

Desvendando o Relógio Astronômico
4.6 (92%) 5 votes


Also published on Medium.

Você pode gostar...